Projeto Merida #3 - Resenha Igora Royal 8.77 +9.7

by - outubro 13, 2016


Olá pessoas, tudo bem com vocês?

Gente eu andei sumida do blog devido a muito trabalho o que me deixou sem tempo de fazer post pra vocês. Mas eu to de volta e vou tentar manter a periodicidade de postagens por aqui.

Bem, hoje eu vou trazer uma resenha de uma mistura de tintas que fiz. Mas antes de começar eu quero esclarecer com vocês que eu comecei o ano com o objetivo de iniciar um Projeto Merida e no fim do ano ter um cabelão longo e ruivo, mas tanta coisa aconteceu com esse cabelo nesse período de afastamento daqui, que a gente vai estender esse projeto por mais um bucadinho de tempo. Nesse período de 6 meses meu cabelo foi cortado, pintado, sai do ruivo, voltei pro ruivo, dentre outras coisas, então vamos começar quase que novamente do zero, mas vai dar certo! rs 0/

Deixando o embromation de lado, bora para os resultados da minha pequena experiência. Eu ouvi muito falar da Igora Royal, ela é a queridinha das ruivas, então resolvi testar e escolhi ela pra me ajudar a voltar pro ruivo, que eu tinha saído. Pesquisas e mais pesquisas e vi que muitas usam a Igora 8.77 misturada com a 9.7, resolvi fazer essa proeza então.

Comprei um tubo de cada, aqui na minha cidade não vende dela, então comprei pela internet na loja da Plena Cosméticos, inclusive indico a loja, é muito boa, rápida e eficiente. Comprei os dois tubos e usei o 8.77 + meio do 9.7.

Meu cabelo antes estava com uma base escura, então passei o Dekapcolor que é um removedor de tinta que não agride o cabelo, por não conter amônia. Ele não descolore, apenas remove a tinta que já está no seu cabelo e deixa ele mais claro para receber outra. Falarei dele depois.
O ideal é que se use a Ox da mesma marca, mas eu esqueci de comprar ela junto com as colorações e não achei por aqui também, então usei essa Excllusive color, da Haskell de 30 volumes.



Depois que usei o Dekap o tom do meu cabelo estava assim, um puco mais claro, a foto não ficou boa:



E com essa base acima apliquei a mistura da tinta e o resultado foi esse:



A maior qualidade da Igora, notada por mim, foi que ela não danificou em NADA a estrutura do meu cabelo, eu não fiquei com os olhos ardendo enquanto passava, coisa que acontece muito com outras tintas, sem ressecamento e sem ficar elástico do modo como ele estava ele ficou. Quanto a cor não me agradou muito, embora tenha ficado bonita, com alguns reflexos, não ficou como eu queria, mas eu atribuo a culpa a cor da base que estava o meu cabelo, eu não sou adepta de descoloração e o meu cabelo tava bem escuro, clareou um pouco com o dekap, mas não o suficiente para a coloração mostrar todo o seu potencial.

Usarei novamente mais pra frente, quando conseguir uma base mais clara e farei outra resenha mostrando se houve alguma diferença.

Então é isso, to de volta com o Projeto Merida, dessa vez vamos botar pra frente! (assim espero rs).
Comentem e dêem suas opiniões sobre a tinta, quem já usou.
Beijos, até mais!

Você pode gostar de:

2 comentários